quinta-feira, 29 de julho de 2010

Por que te amo?

Não tem uma coisa especifica que explique o porque de uma pessoa amar outra. Mas eu posso citar algumas das coisas que me fazem gostar de você cada vez mais... Se torna até complicado, porque você é o tipo de homem que eu nunca imaginei amar... Você nunca me da a certeza de nada, você consegue me irritar com muita facilidade. Você Consegue mudar o meu humor de extremamente feliz pra terrivelmente chata em segundos e o melhor de tudo é que só você consegue isso. Mas umas das coisas que me faz te amar ainda mais, é que você consegue e fazer esquecer de qualquer problema, por maior que ele seja. Basta me abraçar... É estranho, mas eu te amo até nos defeitos, no seu jeito chato e desinteressado de quando eu falo alguma besteira... Mas eu gosto mais ainda quando você liga pra falar absolutamente nada...
É... Acho que alguém estava certo quando disse que não se ama uma pessoa só pelas suas qualidades, porque quando a gente ama, ama-se o todo... E com tudo isso... Apesar de tudo...


Eu te amo muito!

terça-feira, 27 de julho de 2010

Hoje eu tive uma conversa interessante com um amigo meu que me fez pensar em algumas coisas.
Bom, eu sou uma pessoa muito curiosa, por natureza, gosto de observar bem as ações das pessoas e fico me perguntando pq elas agem de tal modo. Algumas, as que eu conheço as histórias, da pra interpretar um pouco do que se passa, mas quando eu não sei do passado, ou quando a pessoa é fechada, me da uma especie de agunia pra querer descobrir pq aquela pessoa age daquela maneira. Muitas das pessoas que eu tenho observado, que tem um coportamento "estranho", quando eu vou procurar saber o que tem por tras de tudo, vejo sempre diferentes traumas. E cada uma tem seu modo de agir. Mas o que me deixa mais intrigada é quando a pessoa resolve se fechar pra determinado assunto. E isso é o que me deixa mais curiosa ainda pra saber o que realmente se passa, na mente e na vida dessas pessoas.
Pessoas fechadas, que não demonstram seus sentimentos e pensamentos me deixam com mais vontade ainda de saber o que realmente aconteceu para que aquela pessoa esteja agindo assim. As vezes eu me sinto até invasiva em relação as certas pessoas, querendo saber, perguntando, me metendo onde não sou chamada. Com outras eu ja acho que deixo passar demais e acabo escondendo um pouco da curiosidade. O fato é que eu queria poder compreender o que se passa com cada um pra poder ajudar, em pelo menos alguma coisa. Mas não é tão fácil assim. Bom, paciência né?

ps. Acho que eu não tenho mais dúvidas quanto a carreira que eu quero seguir XD
ps². ficou meio estraho, mas é mais ou menos isso que eu penso.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

- Significa criar laços…
- Criar laços?
- Exatamente, Disse a raposa. Tu não és para mim senão um garoto inteiramente igual a cem mil outros garotos. E eu não tenho necessidade de ti. E tu não tens necessidade de mim. Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás pra mim o único no mundo. E eu serei para ti a única no mundo.

(O pequeno príncipe - Antoine de Saint-Exupéry)




domingo, 18 de julho de 2010

Muitos sentimentos são citados e vividos todos os dias, mas aquele que nunca deixamos de sentir é a saudade. Saudade de alguém que se foi, saudade de quem amou, saudade de um abraço, de um beijo, do jeito de falar, de um lugar e até de um momento vivido. Saudade, coisa complexa. Até hoje ninguém nunca conseguiu definir ao certo o que é, mas que todos de alguma forma guardam dentro de si. E é isso que eu sinto agora dentro de mim. Sinto saudades de muitas pessoas que já passaram em minha vida e que de alguma forma levaram um pouco de mim e também deixaram um pouco de cada uma delas comigo, e com a saudade também guardo lembranças de bons e também de maus momentos que passei. Hoje prefiro guardar dentro de mim apenas lembranças boas. Até porque não se consegue esquecer aquilo que realmente nos fez bem. E apesar desses momentos nunca voltar, podemos ao menos retornar aqueles momentos que ficaram congelados pra sempre em nosso coração. Porque uma das poucas lembranças de momentos bons já vividos e a saudade de alguma coisa, ou pessoa que realmente marcou a nossa vida!

sábado, 17 de julho de 2010


Porque esse talvez seja o único remédio quando ameaça doer demais: invente uma boa abobrinha e ria, feito louco, feito idiota, ria até que o que parece trágico perca o sentido e fique tão ridículo que só sobra mesmo a vontade de dar uma boa gargalhada.



Caio F.

sábado, 10 de julho de 2010

;$

" É facil de entender, dificil de explicar... mas tenho que dizer: Te amo "

Não temos como explicar certos sentimentos, e o que sinto, é inexplicável... Por mais que eu tente descrever, nunca acho as palavras apropriadas pra isso. Mas não importa, eu só preciso que você acredite o quanto eu gosto de você!

"É pra você que eu guardo o meu melhor sorriso, e o amor que estava guardado, só esperando você aparecer!"



sexta-feira, 2 de julho de 2010

Não quero falar sobre a dor, mas sobre a falta. A falta que algumas pessoas fazem em nossas vidas, cada uma ao seu modo. Sinto falta de muitas pessoas em minha vida, pessoas que foram sem eu perceber, mas que quando a gente lembra faz falta; pessoas que foram e avisaram que iam e que deixaram um vazio enorme, mas que depois de algum tempo a gente acaba se acostumando com a falta dessa pessoa. Mas a pior de todas elas, é a falta de alguém que você sabe onde encontrá-la, sabe que esta perto dela, mas essas pessoa não quer sua presença, quando além de sofrer com a falta a gente sofre também com a indiferença dessa pessoa. Chega a se tornar ruim lembrar que você já foi feliz ao lado daquela pessoa, que já passamos por momentos felizes juntos. Dói escutar certas músicas que te lembram alguns dos momentos que passamos juntos, e em muitas das vezes, até sem querer, escapa aquela lágrima. Assistir filmes onde sempre tem finais felizes e a gente se pergunta “pq a vida da gente não pode ter um final feliz, mesmo que não seja um final, mas que a gente possa simplesmente ser feliz ao lado de quem a gente gosta realmente.” Dói olhar o celular e não ver aquela chamada que tanto te fez feliz, até uns dias atrás. Dói reler aquelas mensagens, que hoje se tornaram apenas palavras na tela de um celular, mas que há algum tempo te trazia uma memória boa e hoje só trás dor. Mas o que dói mais, além dessas lembranças é saber que essa pessoa não quer ta do seu lado. Machuca, mas passa... já dizia o poeta: Vai passar, tu sabes que vai passar. Talvez não amanhã, mas dentro de uma semana, um mês ou dois, quem sabe?"






meeldiguees