quarta-feira, 31 de março de 2010

Depois de algum tempo, você descobre que algumas vezes, a pessoa que você espera que o chute quando você cai, é uma das poucas pessoas que o ajuda a levantar-se.

sexta-feira, 26 de março de 2010

"Cultive a alegria. Não entregues tua alma à tristeza, não atormentes a ti mesmo em teus pensamentos. A alegria do coração é a vida do homem, e um inesgotável tesouro de santidade; a alegria do homem torna mais longa a sua vida."


Eclesiástico 30, 22-23.

quarta-feira, 24 de março de 2010

domingo, 21 de março de 2010

tenho uma parte que acredita em finais felizes. em beijo antes dos créditos, enquanto outra acha que só se ama errado. tenho uma metade que mente, trai, engana. outra que só conhece a verdade. uma parte que precisa de calor, carinho, pés com pés. outra que sobrevive sozinha. metade auto-suficiente...







sexta-feira, 19 de março de 2010

Às vezes é preciso recolher-se. O coração não quer obedecer, poucas vezes se aquieta; a ansiedade toma conta, o tempo todo. Ficamos sem falar, sem pensar, sem agir. É um começo de sabedoria, e dói. Dói controlar o pensamento, dói abafar o sentimento, além de ser doloroso parece pobre, triste e sem sentido. Amar era tão infinitamente melhor; curtir quem hoje se ausenta era tão imensamente mais rico. Não queremos escutar essa lição da vida, amadurecer parece algo sombrio, definitivo e assustador. Mas às vezes aquietar-se e esperar que o amor do outro nos descubra nesta praia isolada é só o que nos resta. Entramos no casulo fabricado com tanta dificuldade, e ficamos quase sem sonhar. Quem nos vê nos julga alheados, quem já não nos escuta pensa que ficamos mudos para sempre, e a gente mesmo às vezes desconfia de que nunca mais será capaz de nada claro, alegre e feliz.
Não importa quanto tempo já se passou:
eu sou a mesma, o amor é o mesmo, e a esperança (...)


*texto retirado do blog: dreamscanbe*

domingo, 14 de março de 2010


Na minha memória - tão congestionada - e no meu coração - tão cheio de marcas e poços - você ocupa um dos lugares mais bonitos.



*Caio F. Abreu*

quinta-feira, 11 de março de 2010



O meu passado é tudo quanto não consegui ser. Nem as sensações de momentos idos me são saudosas: o que se sente exige o momento; passado este, há um virar de página e a história continua, mas não o texto.

*Passado, por Fernando Pessoa *

segunda-feira, 8 de março de 2010

É incrível a nossa história
Sem nenhuma prova concreta
Só palavras, que voam com o vento
Imagens que eu guardo na memória

Um segredo inviolável
De uma paixão inflamável
Mas que nunca incendeia
Nem em noite de lua cheia

Às vezes passo dias inteiros
Imaginando e pensando em você
E eu fico com tantas saudades
Que até parece que eu posso morrer


Pode acreditar em mim
Você me olha, eu digo sim
Mas eu nem sei se sofro assim
O que eu quero é você pra mim


*você pra mim - Fernanda Abreu*

terça-feira, 2 de março de 2010




Enquanto não encerramos um capítulo, não podemos partir para o próximo. Por isso é tão importante deixar certas coisas irem embora, soltar, desprender-se. As pessoas precisam entender que ninguém está jogando com cartas marcadas, às vezes ganhamos e às vezes perdemos. Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor. Encerrando ciclos não por causa do orgulho, por incapacidade ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida. Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é.