quarta-feira, 15 de julho de 2009

Como eu me sinto ...


Estive evitando pensar todo esse tempo, acho que agora chegou a hora de mudar de atitude. Fugir seria a melhor opção ? É dificil quando não se sabe nem o que falar, nem o que fazer. Quando você fica o dia todo querendo fazer algo e não faz, para parecer forte ou para não se arrepender depois por não ter ocorrido o que esperava. Mas eu precisava continuar assim, eu preciso viver minha vida independente de tudo o que acontecer nela, preciso vivê-la e não quero que isso aconteça em vão. Quero me lembrar de momentos bons da minha juventude quando não puder mais desfrutar dela. É ruim, doi, eu choro, eu lembro, eu tenho momentos de total fraqueza, mas estou tentando me controlar ao máximo para que isso seja apenas uma parte do dia, e não o dia todo.

Distrair, essa seria a palavra. Ler livros, ver filmes ( romances não - por favor ! ), ficar mais com a família, encontrar com os amigos, rir um pouco, enfiar a cabeça nos estudos, ficar além do tempo no estágio e todos os dias, só pra não ter que ir pra casa. Essa sim era uma solução.
Distração, distração, distração. Evitar pensar no que te deixa triste, novamente fugir.

Meu sofrimento esta mais maduro, minhas lágrimas estão mais sensatas.
Correr contra as lembranças e ao mesmo tempo ir de encontro a elas.
Confusão, pensamentos sempre confusos.
Mas eu vou viver, e eu vou ser feliz. É isso que eu quero pra mim.
É sobre esse futuro que eu quero falar em breve.


"Parece incrível ainda estar vivo quando já não se acredita em mais nada. Olhar, quando já não se acredita no que se vê. E não sentir dor nem medo, porque atingiram seu limite. E não ter nada além deste amplo vazio que poderei preencher como quiser ou deixá-lo assim, sozinho em si mesmo, completo, total."
Caio F.

2 comentários:

luh disse...

eu quero um pouco da grana tbmmmmm


xD

m e e L ² disse...

kkkkkkkkkkk'

estudaa ;X


[/faloou a nerd ;)]